Rio nas altura por Nilo Lima

RIO CARNAVAL

sexta-feira, 11 de março de 2011

Longe e Perto



LONGE E PERTO

O tempo é longo
e ao mesmo tempo é curto

Longo na espera
Da chegada de umas linhas
Gravadas com amor e carinho
Numa folha de um papel de carta.

Como é bom ver, sentir e colocar entre as mãos
Aquele simples envelope onde guarda dentre de si
Todo um amor encarcerado
Ávido por liberdade
Nem que seja condicional
Para penetrar no seu ser,
Através de seus olhos brilhantes de desejo.

Quanto é bom fugir de um teclado
Frio, onde em vez de carinho
Metralho os meus dedos
No encurtamento do tempo.

Quanto é bom
Pegar em uma caneta e desenhar
As letras cheias de momentos,
Cheias de lembranças
Cheias de saudades
Torturado pela distancia que nos separa

O TEMPO É LONGO E AO MESMO TEMPO É CURTO
Dizia eu...

Prefiro o Longo
Na composição da carta
Na marca de meus dedos
Onde seus dedos irão tocar
Na corrida ao correio
Na colagem do selo
No desejo de boa viagem...

Na imaginação de sua alegria
Ao vê-la chegar...

Quando carteiro chegou
E teu nome gritou
Com uma carta na mão
Ante surpresa tão rude
Não sei como pude chegar ao portão...

mochiaro

Um comentário:

  1. claudia campello - MT18 de março de 2011 04:14

    a emoçao de uma carta escrita, perfumada...letras desenhadas de forma que podemos sentir o momento do outro....suas emoçoes transparentes em cada curva da tinta....tinta do espirito. Sim, meu bruxo receber uma carta é mtoooooo mais emocionante!!!
    ahhhh tens ai meu endereço?
    entao... obrigada pelo carinho , desde ja e desde sempre ....espero.

    bjsssssss e parabens por mais esse poema, belo belo .

    ResponderExcluir